AVSI COMUNICA /

MITIGAÇÃO SOCIOAMBIENTAL EM TERRAS INDÍGENAS: AVSI DESENVOLVE TRABALHO DE CAMPO

Os programas de atividades de conservação da vegetação nativa e o monitoramento de fauna estão em andamento
Publicada em 23/04/2014
Equipe de monitoramento de vegetação recolhe mudas de croás Entrevista comAssociação dos Profissionais de Saúde Indígena de Pankararu Monitoramento de rastros de fauna existente Equipe de monitoramento de fauna em campo “Estou gostando muito do que faço. Durmo sonhando com o trabalho” (Cícero Pereira) Monitores recolhem mudas para sementeira do programa de conservação da vegetação Monitoramento da fauna em trechos da linha de transmissão

 

Equipe de colaboradores da AVSI realizou missão às aldeias indígenas Pankararu, Pankaiuká e Entre Serras (PE), no período de 7 a 11 de abril, para acompanhar o trabalho desenvolvido no âmbito do Plano Básico Ambiental Indígena (PBAI).

 

O plano é uma iniciativa fruto da parceria entre a AVSI e a IE Garanhuns para mitigar impactos da construção de uma linha de transmissão em região próxima às três tribos.

 

Quatro programas compõem o PBAI, que conta com o auxílio de monitores indígenas integrantes das tribos beneficiadas pelo projeto.

 

 

Programas de Conservação da Vegetação

 

Está sendo realizada de maneira permanente a coleta de sementes de interesse das comunidades indígenas. Enquanto a sementeira não está concluída, as mudas da vegetação nativa estão sendo estocadas em um viveiro provisório.

 

Duas estudantes universitárias de Biologia se interessaram pelo espaço e estiveram no local para conhecer e se aprofundar mais acerca da iniciativa. A intenção é que quando estiver pronta, a sementeira seja também um espaço de visitação de estudantes e da comunidade.

 

No total, cerca de 10 mil mudas já estão sendo reproduzidas, dentre elas licuri, mulungu, angico, juazeiro e croá. Esta, em particular, é de grande importância para os índios, já que serve para preparar as vestimentas que os “praiás” utilizam em rituais característicos da comunidade indígena.

 


Programa de Monitoramento da Fauna


Foi definido o trecho entre as torres de linha de transmissão que deverão ser percorridos de maneira sistemática pelos monitores.

 

O objetivo é identificar as espécies existentes na região e listar possíveis acidentes com a fauna para que, ao término do Programa, seja elaborado um manual de prevenção de afugentamento, atropelamento e conservação da fauna.

 


Avaliação do trabalho

 

Dialogando sobre as atividades já realizadas desde fevereiro, a equipe em missão se surpreendeu com a opinião dos monitores.

 

“Não esperava fazer tudo que fizemos embaixo de uma árvore. Apesar de já trabalhar na roça, aprendi muito”, conta Antônio Carlos da Silva, monitor de vegetação.

 

Jordânia da Cruz, única mulher no grupo de monitores, comenta que a experiência tem sido proveitosa. “Estou satisfeita com o trabalho. Está superando minhas expectativas”, afirma.

 

Sobre a satisfação com as atividades que desempenha, Cícero Pereira, monitor de vegetação, é enfático: “Estou gostando muito do que faço. Durmo sonhando com o trabalho”.

 


Programa de Gestão de Projetos

 

Na região, foi identificada mais uma associação para compor a formação voltada ao Associativismo e à Elaboração de Projetos. Trata-se da Associação dos Profissionais de Saúde Indígena de Pankararu.

 

Ao todo, nas três terras indígenas foram identificadas 09 organizações, que participarão da iniciativa de fortalecimento das organizações da sociedade civil com início previsto para o final de abril.

 


Fundo Rotativo de Projetos


A equipe do PBAI apresentou às lideranças da tribo Entre Serras mais detalhes sobre Fundo Rotativo de Projetos, iniciativa prevista no PBAI para auxiliar a comunidade indígena na constituição de um Fundo que atenda a um bem comunitário.

 

No encontro também foi definido o local onde serão realizadas as oficinas e a assessoria para a implementação do Fundo Rotativo.



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail

Mais Notícias

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.