AVSI COMUNICA /

PROTAGONISMO JUVENIL É TEMA DE SEMINÁRIO NO CEARÁ

Educadores e jovens que cumprem medidas socioeducativas participam de evento no Dia Internacional dos Direitos Humanos
Publicada em 19/12/2014
Equipe local do projeto Qualifica Ceará Seminário aborda projeto de educação para jovens que cumprem medidas socieducativas

Preparar jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas para o mundo do trabalho, estimular o protagonismo juvenil e a cultura de paz. Com esses objetivos, o Governo do Estado do Ceará, por meio das secretarias do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), e da Educação (Seduc) e a Fundação Roberto Marinho implementaram o programa pioneiro Qualifica Socioeducativo nos sistemas provisório, de semiliberdade e internação na região metropolitana de Fortaleza (CE). A AVSI Brasil participa da iniciativa como parceira da FRM para a execução de atividades.

 

Ao todo, 700 jovens estão participando do projeto, que teve início em agosto de 2014, em oito unidades da capital: Centros Educacionais Aldaci Barbosa Mota, Mártir Francisca, São Miguel,  Passaré, São Francisco, Dom Bosco, Patativa do Assaré e Cardeal Aloísio Lorscheider.

 

O Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, foi escolhido para reunir 16 jovens que participam do projeto, além de especialistas no tema “juventude em situação de vulnerabilidade social e mundo do trabalho”. Durante o Seminário, os presentes refletiram e debateram questões como protagonismo juvenil, fortalecimento de vínculos familiares e desenvolvimento de valores e habilidades condizentes com o mundo do trabalho.

 

Inserção

 

“O Qualifica Socioeducativo realiza um programa educativo que apoia estes jovens por meio do aumento das possibilidades de inserção no mundo do trabalho e da promoção da cultura de paz”, esclarece Aparecida Lacerda, gerente geral de educação profissional da Fundação Roberto Marinho. “Ao propor uma metodologia que tem o jovem como centro e o educador como mediador do processo de aprendizado, estimulamos o protagonismo juvenil, desenvolvemos a autoestima e a promoção dos direitos humanos”, conclui.

 

“O Qualifica é um projeto pioneiro no país, que nos permite fortalecer a capacitação desses jovens no estado e promover-lhes a inserção no mercado do trabalho, tão logo cumpram as medidas socioeducativas”, destaca o titular da STDS, Josbertini Clementino.  “Esses jovens logo, logo estarão com direitos iguais de inserção no cotidiano, no dia a dia das cidades, restabelecidos e, portanto, precisam estar aptos, prontos para participar do processo de desenvolvimento pelo qual passa o Ceará”, defende o secretário.

 

“A oportunidade que o Qualifica Socioeducativo assegura aos jovens que cumprem medidas socioeducativas é a de contribuir com o desenvolvimento de habilidades necessárias a sua formação para o mundo do trabalho e elevação de sua escolaridade”, destaca o secretário da Educação do Ceará, Maurício Holanda. “Os Núcleos de Aprendizagem que estruturam o Qualifica Socioeducativo atendem às características desse público e respondem a uma demanda premente de dar significado e sentido a sua permanência nesses Centros”, explica o gestor.

 

O projeto

 

O Qualifica Socioeducativo está estruturado em três ciclos de aprendizagem, que se adaptam à progressão das medidas socioeducativas: “Mundo do trabalho”, “Qualifica” e “Cooperar”. O objetivo é apresentar aos jovens conceitos sobre as principais competências, saberes, habilidades e atitudes para lidar com os desafios do mundo do trabalho.

 

O “Mundo do Trabalho” apresenta aos jovens temas como direitos humanos e sociais, autonomia, ética e inclusão. Já no “Qualifica” são desenvolvidos conteúdos na área do conhecimento do turismo, enquanto no “Cooperar” os temas em foco são empreendedorismo e cooperativismo. O ciclo “Cooperar” é oferecido tanto para o jovem quanto para sua família, com o objetivo de estreitar os laços afetivos e ampliar as chances de acesso do mundo do trabalho, por meio do estímulo às iniciativas de geração de renda complementar.

 

O Qualifica Socioeducativo reúne ainda oficinas de linguagens, que privilegiam o uso da matemática e do português no cotidiano, atividades artísticas, lúdico-criativas e ações que contemplam valores humanos e respeito à diversidade. Sua metodologia contempla características do contexto, como permitir o aprendizado em um ambiente de alta rotatividade.




Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail

Mais Notícias

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.