AVSI COMUNICA /

APAC JI-PARANÁ INAUGURA LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

Os equipamentos foram adquiridos com o aporte financeiro do projeto Superando Fronteiras para aprimorar a aplicação da metodologia e favorecer a inclusão digital dos recuperandos
Publicada em 20/09/2018
Voluntários, funcionários, apoiadores da APAC e a promotora Eiko Araki Laboratório foi instalado com apoio da União Europeia Inauguração do laboratório de informática da APAC de Ji-Paraná

 

 

Os recuperandos da primeira Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) da região Norte do país agora contam com um laboratório de informática. A aquisição dos equipamentos pela APAC de Ji-Paraná, em Rondônia (RO), foi realizada através do aporte financeiro do Superando Fronteiras, projeto apoiado pela União Europeia que visa o fortalecimento do método APAC no Brasil.

 

 

A base da metodologia reside na valorização do indivíduo como ser integral, restaurando valores inerentes à personalidade humana, promovendo sua transformação e capacitando-o para conviver novamente de forma harmoniosa e pacífica no meio social. A qualificação profissional e o estudo são, portanto, elementos fundamentais no processo de recuperação da pessoa privada de liberdade, auxiliando na revitalização de sua autoestima, valores e potencialidades. Nesse âmbito, o laboratório de informática, ao possibilitar a inclusão digital, viabiliza a obtenção de conhecimento e formação acadêmica dos recuperandos, contribuindo significativamente para sua reinserção tanto no mercado de trabalho como na sociedade.

 

A inauguração do laboratório, que aconteceu no dia 5 de setembro, contou com a presença de autoridades do poder público, integrantes da diretoria da APAC de Ji-Paraná, professores, voluntários, imprensa e outros convidados sensibilizados com a humanização da execução penal.

 

Na ocasião, os recuperandos assistiram a uma aula de Informática Básica com o vice-chefe do Departamento de Matemática e Estatística da Universidade Federal de Rondônia em Ji-Paraná (UNIR), que demonstrou a possibilidade de trazer para os recuperandos a possibilidade de realizarem um curso superior, através do Ensino a Distância.

 

A analista de projetos da AVSI Brasil, Marina Claus, esteve presente e contou sobre o papel desempenhado pela AVSI ao lado de uma rede parceiros na abertura da APAC de Ji-Paraná, além de destacar a necessidade de buscar o aprimoramento constante da aplicação do método. Sobre o laboratório, ela comentou, ”Os recuperandos vão poder se capacitar, adquirir mais conhecimento, educação, e sair daqui mais aptos à ressocialização.”

 

O presidente da APAC, Willen Régis, também comemorou: “essa inauguração do laboratório é de grande importância porque a APAC tem como objetivo a recuperação do apenado. O processo de fornecer conhecimento tanto da área profissional quanto da área moral para que eles voltem para a sociedade é papel importante nessa ressocialização.”

 

 

Superando Fronteiras

 

O projeto Superando Fronteiras visa o fortalecimento do método APAC em 5 estados brasileiros: Paraná, Rondônia, Maranhão, Ceará e Espírito Santo, tendo como um dos seus objetivos a sistematização da metodologia como política pública. Para isso, conta com o financiamento da União Europeia e a parceria da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC) e do Instituto Minas pelas Paz e Tribunal de Justiça de Minas Gerais.  Entre as atividades está prevista a concessão de um aporte financeiro a 5 APACs, para que executem alguma melhoria na aplicação do método, seja por meio de obras de infraestrutura predial ou aquisição de equipamentos, como no caso de Ji-Paraná.

 

 



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail

Mais Notícias

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.