Missão a Andaraí (BA) dá continuidade a projeto de eletrificação rural

As atividades para implantação de projeto de eletrificação rural da Enel Green Power incluíram oficinas e formações para associações e moradores das comunidades envolvidas

No período de 23 a 28 de fevereiro, a equipe da AVSI Brasil e Enel Green Power que trabalham na implantação do projeto de eletrificação do Barefoot College (por meio de instalação de placas solares) realizaram uma missão à Andaraí (BA), nas comunidades de Estrada Velha do Garapa e Roncador, localizadas dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD).

O objetivo da semana de trabalho foi realizar atividades previstas no cronograma do projeto. A programação contou com oficinas, capacitação das organizações da sociedade civil (em termos institucionais), e apresentação do diagnóstico socioeconômico do projeto, que trouxe dados sobre escolaridade, número de unidades sanitárias, fornecimento de água, entre outros.

As oficinas, iniciadas no dia 23, buscaram a conscientização dos moradores e das Organizações da Sociedade Civil locais sobre a definição de povos e comunidades tradicionais e sobre a legislação aplicada a esses grupos.

Pelo fato das comunidades envolvidas no projeto estarem localizadas em uma área de preservação nacional, os instrutores das oficinas apresentaram leis e decretos referentes aos direitos sociais garantidos a grupos tradicionais e algumas experiências de articulação entre o modo de vida tradicional em áreas de preservação, tal como a experiência do Vale do Paty (BA). Assim foi possível estimular a reflexão sobre o papel desses grupos sociais na construção de alternativas de preservação ambiental.

Além das oficinas, houve uma reunião com o Comitê Solar (formado por representantes da diretoria executiva das associações locais e por moradores eleitos pela assembleia geral) no dia 27 de fevereiro. No encontro, foi apresentando e discutido com os membros do comitê o regimento interno do projeto Barefoot Colege, que envolve o papel do Comitê Solar na iniciativa. Alguns ajustes proposto foram acatados e incluídos no regimento interno.

Na manhã do dia 28, representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – responsável pela gestão do parque ambiental onde estão localizadas as comunidades – ofereceram uma oficina sobre normas ambientais e procedimentos para a realização de serviços no parque. Na ocasião, foram entregues os pedidos de anuência para instalação das placas solares e para a construção da sede da Associação local.

Por fim, a semana foi concluída com a formação destinada ao fortalecimento das OSCs locais. Na formação, foram tratados temas como missão, visão de futuro, plano de ação e planejamento estratégico, governança, redes e coletivos sociais. Os participantes receberam módulos sobre desenvolvimento sustentável e suporte administrativo-financeiro.

CARD VAZIO