Joselita Bispo

Fiquei muito grata por tudo do projeto, porque aqui em Espinheiro...

Eu acordo, faço as atividades do dia-a-dia como limpar a casa, dar comida dos bichos, fazer almoço. Na minha casa tem 11 pessoas: eu, meu marido, cinco filhos, três sobrinhos e um rapaz que a gente cria.

É um dia-a-dia puxado. Eu sempre vou para roça colher mamona, capinar e também faço as correrias da comunidade e da associação, pois sou a presidente e sempre estou em Morro do Chapéu resolvendo coisas da organização.

Esse projeto trouxe muita felicidade para nós. A cisterna mudou a qualidade da água porque a gente consumia uma água salgada e o projeto nos proporcionou uma água doce, pura. Trouxe saúde também, porque agora a gente consome água de qualidade. Antes a gente carregava água da grota e, depois da cisterna a gente já tem o acesso à água de casa.

Como beneficiária e como representante da associação, tenho um olhar de não querer só para mim, mas para todos. Então era algo que eu queria para a comunidade: a água, saúde e educação. Fiquei muito grata por tudo do projeto, porque aqui em Espinheiro I é muito sofrido e abandonado, então esse projeto lembrou e olhou para gente. Essa equipe veio para mudar nossa vida e nossa comunidade. Só tenho a agradecer.