AVSI COMUNICA / Notícias

VENEZUELANOS ENCONTRAM NO BRASIL O ACOLHIMENTO PARA NOVA VIDA

Família se dividiu quando deixou o país de origem para buscar novas oportunidades no Brasil. Hoje, boa parte já está reunida novamente em Santa Catarina
Publicada em 15/06/2020
Família se dividiu quando deixou o país de origem para buscar novas oportunidades no Brasil

 

Desde que decidiu migrar para o Brasil em busca de novas oportunidades, a família da venezuelana Annis Josefina passou por muitos desafios, mas com determinação e união, a vida está voltando ao normal e com boa parte da família reunida novamente no sul do Brasil.

 

Há dois anos, o casal Richard, 40, e Annis, 43, decidiu sair da Venezuela e migrar para o Brasil com dois de seus filhos: Wilmer de 19 anos, e Ridmary, de 14. Naquela época Richard trabalhava na Venezuela, mas com a crise no país, a situação econômica da família ficou muito prejudicada e o que ele recebia não permitia mais o sustento da família.

 

Segundo o  casal, eles chegaram aos poucos, cruzando a fronteira em Pacaraima (RR). Richard chegou primeiro, depois Annis, em seguida Wilmer e, por fim, a caçula Ridmary. O filho mais velho, Ronny, 26, também seguiu o destino dos pais e atravessou a fronteira com a esposa e uma filha pequena semanas depois. Eles ficaram cerca de um ano e oito meses em Roraima, período em que a família cresceu mais um pouco, pois Ronny e a esposa tiveram a segunda filha.

 

No início de 2020, Richard e o filho Wilmer foram selecionados para trabalhar em um frigorífico na cidade de Seara (SC) para onde foram interiorizados pelo Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados (SJMR) e a AVSI Brasil através do projeto Acolhidos por meio do trabalho.

 

O Acolhidos por meio do trabalho facilita a interiorização de refugiados e migrantes venezuelanos que estão nos centros de acolhimento em Roraima para outras cidades brasileiras, onde há oportunidades de trabalho junto a empresas privadas. A AVSI Brasil também disponibiliza até três meses de moradia para os colaboradores selecionados e suas famílias, além de fornecer assistência social nos municípios de destino. O objetivo é facilitar a adaptação dos venezuelanos junto à população local e o diálogo com a empresa, prevendo a permanência no novo ambiente de trabalho.

 

A partir daí a família foi alcançando novas conquistas. Passados três meses de experiência na empresa, Richard conseguiu alugar uma casa e com as economias, a família comprou uma passagem para o filho mais velho ir morar com eles. “A próxima meta agora é garantir as passagens para a nora e as duas netas, que ficaram em Boa Vista”, explica Annis.

 

E as expectativas não param por aí. A família também almeja um emprego para Ronny, a aquisição da casa própria e, por último comprar um carro para que todos possam passear juntos. “A vida está voltando ao normal aqui no Brasil apesar de tantos desafios. Nos sentimos bem em morar aqui e gostamos muito desta cidade. Também tivemos apoio de várias pessoas e o acompanhamento social, proposto no projeto, foi muito importante para que tudo desse certo durante nossa interiorização. Somos muito gratos ao povo brasileiro e aos organizadores deste projeto que nos acolheu”, diz a venezuelana.

 

O projeto

 

O Acolhidos por meio do trabalho é implementado pela AVSI Brasil e Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), com o envolvimento da Fundação AVSI e AVSI-USA e financiado pelo Departamento de População, Refugiados e Migração (PRM) do Governo dos Estados Unidos. 86 venezuelanos já foram interiorizados desde o início do projeto, 67 deles para realizar atividades laborais e 19 como integrantes familiares.



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.