AVSI COMUNICA / Notícias

WORKSHOP SOBRE COMPORTAMENTO DE IMIGRANTES é REALIZADO PARA COLABORADORES E PARCEIROS DA AVSI BRASIL

A ação aconteceu online através do projeto Scale-Up Urban 95 Boa vista
Publicada em 22/07/2020
O workshop foi ministrado pelo consultor e especialista de mudança de comportamento, Sam Sternin

 

Colaboradores e parceiros da AVSI Brasil e da Fundação Bernard Van Leer participaram de um workshop ministrado pelo consultor e especialista na área de mudança de comportamento, Sam Sternin. A ação aconteceu online e abordou o comportamento que as pessoas adotam quando passam por um processo de migração, com foco na primeira infância. O Workshop foi mediado por Claudia Vidigal, representante no Brasil da Fundação Bernard van Leer.

 

A iniciativa foi gerenciada pela AVSI e FBvL através do projeto Scale-Up Urban 95 Boa vista, com objeto de fortalecer e ampliar o conhecimento dos colaboradores e mostrar que, através de métodos comportamentais, é possível melhorar a eficácia dos programas de refugiados e imigrantes, e contribuir, sobretudo no desenvolvimento na primeira infância.

 

“Foi um enorme prazer participar do workshop “Ciência do Comportamento em contexto de Crise Humanitária”, que nos apresentou uma diversidade de teorias explicativas de mudança comportamental que mesmo em contexto de grave crise humanitária, envolvem variados conhecimentos. Agradeço a oportunidade de aprendizado e partilha de conhecimentos”, conta Márcia Maria de Oliveira, doutora em sociedade e cultura na Amazônia que participou do workshop.

 

Além da palestra, o consultor Sam Sternin é responsável pelo desenvolvimento de duas atividades de extrema importância para o projeto Scale-up Urban 95 Boa Vista, que está sendo executado capital roraimense;  Mudança comportamental: analisando as pesquisas desenvolvidas para criar uma metodologia de comunicação que faça uma mudança comportamental na população, com foco em os cuidados da primeira infância; Parques e oportunidades para as famílias migrantes: analisando a pesquisa feita em contexto migratório e integração da primeira infância.

"As ciências comportamentais nos permitem ir além da “sensibilização”, porque sabemos que boas intenções não são as mesmas que bons hábitos, e usam métodos mais rigorosos para projetar e avaliar os impactos de nossas intervenções. Além da Covid-19, era muito importante entender quais barreiras adicionais os profissionais de saúde enfrentam e avaliar que tipos de intervenções podem substituir ou complementar atividades de promoção comportamental presenciais”, afirma o Sternin.

 

Segundo Paola González, assistente de comunicação da AVSI Brasil em Boa Vista, com a contribuição da Fundação Bernard van Leer e de Sam Sternin, foi possível  avançar na pesquisa de informações para criar estratégias que ajudem alcançar os objetivos do projeto, com sucesso e dentro dos prazos acordados.

 

Ao todo 25 pessoas participaram da atividade online, dentre eles Fabrizio Pellicelli, Direitor-Presidente da AVSI Brasil; Fernanda Vidigal - Coordenadora de programas da Fundação Bernard van Leer; Joana Schettino, Gerente do Projeto Scale-up Urban 95 Boa Vista; Vanessa Souza, do Centro de apoio e referência para Refugiados e Migrantes - Manaus; Carla Aguilar, do Centro de apoio pastoral do imigrante - São Paulo; Colin Murphy - AVSI EEUU; Yubari Valero, representante AVSI Ecuador; Joanna Orricco, assessora estratégica da AVSI Brasil; Dalila Figueiredo, Associação Brasileira de defesa da mulher da infância e da juventude; entre outros.



Links relacionados

Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.