Anuncio

Fronteira Digital

RR
Em Andamento

Período:

  • Out/2021 a Mar/2022

ODS:

  • 4 Educação de Qualidade
  • 5 Igualdade de Gênero
  • 8 Trabalho Decente e Crescimento Econômico
  • 10 Redução das Desigualdades
  • 17 Parcerias e Meios de Implementação

Parceiros:

  • Microsoft Brasil; Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e AVSI Brasil

Financiadores:

  • International Finance Corporation (IFC)

O projeto Fronteira Digital é fruto de uma parceria entre AVSI Brasil, International Finance Corporation (IFC), Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e Microsoft Brasil. O projeto faz parte de uma iniciativa mais ampla da IFC, membro do Grupo Banco Mundial, para engajar o setor privado no desenvolvimento de soluções para a população em situação de refúgio no Brasil, com ênfase em quatro áreas: (i) Empregabilidade (ii) Inclusão Financeira, (iii) Habitação Acessível, e (iv) Melhora do Ambiente de Negócios. O Fronteira Digital responde ao pilar de empregabilidade e de melhora do ambiente de negócios e conta com a AVSI Brasil como parceiro implementador em Boa Vista, Roraima. O projeto consiste na oferta de cursos de tecnologia para 30 refugiados em Boa Vista, na preparação de seus currículos e no apoio na conexão a oportunidades de emprego em outras regiões do Brasil.

 

A iniciativa tem como objetivo (i) oferecer qualificação técnica aos participantes, (ii) contribuir para sua interiorização por Vaga de Emprego Sinalizada e (iii) construir o business case para a inclusão de pessoas em situação de refúgio no mercado de trabalho brasileiro. Esta iniciativa conta com o apoio da Microsoft, no oferecimento dos cursos, e da AVSI Brasil e do ACNUR, na assistência aos participantes e seus familiares. A IFC lidera e financia o projeto, que também inclui melhorias no laboratório de informática da AVSI para realização dos cursos, contratação da equipe de suporte local, compra de materiais e sensibilização de empresas participantes do Fórum Empresas com Refugiados do ACNUR. A iniciativa visa incluir no mercado de trabalho brasileiro ao menos 60% dos participantes, promovendo o desenvolvimento econômico inclusivo.

 

O público-alvo é composto por 30 profissionais em situação de refúgio distribuídos entre os abrigos Rondon 1, Rondon 2, Rondon 3, Rondon 4, Rondon 5 e Pricumã, localizados em Boa Vista (RR). O projeto está relacionado aos seguintes Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: (4) Educação de Qualidade; (5) Igualdade de Gênero; (8) Trabalho Decente e Crescimento Econômico; (10) Redução das desigualdades e (17) Parecerias e meios de Implementação.