Anuncio

Semear & Colher

BA
Em Andamento

Período:

  • Fev/22 a Jan/23

ODS:

  • 1 Erradicação da Pobreza
  • 2 Fome zero e Agricultura sustentável
  • 6 Agua potável e saneamento
  • 10 Redução das Desigualdades
  • 17 Parcerias e Meios de Implementação

Parceiros:

  • Alvopetro, Prefeitura Municipal de Mata de São João, Escola Municipal Catarino Ribeiro e Escola Municipal Maria de Lourdes Seixas

Financiadores:

  • Alvopetro

O projeto Semear & Colher tem como finalidade contribuir para o desenvolvimento sustentável (social, ambiental e econômico) da zona rural de Mata de São João (BA), através da promoção de práticas relacionadas à segurança alimentar e adesão de hábitos sustentáveis, por meio do saneamento das águas cinzas, promovido pelo Sistema Bioágua, gerando um processo de melhoria na qualidade do solo dos quintais produtivos.

O público-alvo é formado por moradores da zona rural de Mata de São João, selecionados a partir de critérios socioeconômicos e potencial de desenvolvimento na agricultura familiar.

Metodologia

O projeto, através de oficinas de Nutrição, incentivará a mudança de hábitos alimentares, orientando ao consumo de alimentos saudáveis a partir da agricultura familiar agroecológica.
Será feita a reutilização de águas domésticas (banho, lavagem de pratos, de roupas, pias), direcionando-as após filtragem, através de gotejamento em solo, para os quintais produtivos das famílias de pequenos agricultores. Dessa forma, o projeto promove uma destinação ambientalmente sustentável e permite a requalificação do solo, por meio da filtragem biológica realizada pelo sistema de bioágua.

Resultados previstos

• Realizar o diagnóstico da realidade local, identificando as comunidades e famílias beneficiárias da ação;

• Beneficiar 10 famílias de pequenos agricultores com a construção e assistência técnica e agroecológica de 10 sistemas de bioágua;

• Realizar capacitação e prestar assistência técnica às famílias beneficiadas com foco no uso e manutenção do sistema, bem como em agroecologia e promoção de práticas alimentares saudáveis;

• Aumentar a expressão social, política, ambiental e econômica de 40 famílias por meio da capacitação quanto à temática de associativismo e cooperativismo fortalecendo a comunidade para que possam alcançar os objetivos comuns quanto à agricultura familiar na região;

• Promover práticas ecologicamente corretas, a partir do reaproveitamento das águas cinzas, para atividades nos quintais produtivos, evitando que as águas sejam despejadas no solo, contaminando-o com substâncias tóxicas provenientes de agentes químicos industrializados (sabão, detergentes etc), deste modo, permitindo que as famílias tenham um sistema de agricultura familiar com irrigação permanente e sustentável.