AVSI COMUNICA / Notícias

MOSTRA APAC DIFUNDE METODOLOGIA NO PERU

O método brasileiro fundamentado na humanização da pena e ressocialização dos condenados ganha visibilidade nacional em evento da AVSI com apoio do Ministério da Justiça e Instituto Nacional Penitenciário
Publicada em 23/10/2017

 

Celas superlotadas, maus-tratos e diversas formas de violência evidenciam o contexto de violação dos direitos humanos característico dos presídios ao redor do mundo. Nesse contexto, a metodologia APAC atrai cada vez mais a atenção de interessados em uma alternativa viável, baseada no respeito aos direitos humanos, na humanização da penaena ressocialização de condenados.

 

A AVSI contribui para a expansão da experiência das unidades prisionais APAC no Brasil e no mundo desde o 2009, por meio da parceria com a Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (FBAC), órgão que regula a aplicação do método.

 

As unidades prisionais apaqueanas conseguem gerir melhor os recursos financeiros, através de uma metodologia original e única no mundo, que permite administrar presídios sem armas e agentes penitenciários.

 

O Peru, após Itália, Espanha e Portugal, manifestou o interesse neste método, para verificar como adotá-lo no âmbito do sistema penitenciário peruano, que conta com um universo de 86.000 detentos.

 

Um importante passo nessa direção foi dado com a realização da conferência internacional com o tema “O Sistema Prisional: a experiência das APACs do Brasil”, no dia 11 deste mês, na sede do Ministério da Justiça e Direitos Humanos em Lima, capital do Peru.

 

O evento contou com a participação de autoridades locais, como o embaixador italiano no Peru, Mauro Marsili, o vice-ministro do Ministério da Justiça e Direitos Humanos, José Coloma, o presidente do INPE (Instituto Nacional Penitenciário) Carlos Zoe Vásquez Ganoza, o juiz da Vara de Execuções Penais de Belo Horizonte, Luiz Carlos Rezende e Santos, o inspetor da metodologia APAC, Wellington Silva, e a representante da AVSI no Peru, Daniela Altini.

 

Para Fabrizio Pellicelli, diretor presidente da AVSI Brasil, "ao participar do evento no Peru, percebi que os atores estão alinhados. Os representantes do governo estão dispostos a fazer o percurso de instalação de APACs no país, e a sociedade civil peruana está pronta para ser protagonista dessa experiência, como o método pressupõe".

 

Além disso, no período de 10 a 13/10, foi hospedada na sede do mesmo Ministério a mostra sobre a experiência APAC intitulada “Do amor, ninguém foge”, produzida para o evento internacional “Meeting”, que ocorre anualmente na cidade de Rimini, na Itália.

 

A exposição que contou com painéis fotográficos sobre as APACs recebeu a visita de autoridades do poder judiciário nas pessoas do ministro da Justiça, Enrique Mendoza Ramírez, junto ao presidente da Corte Suprema de Justiça, Duberli Rodriguez, ao presidente do Conselho Nacional da Magistratura e ao presidente da Academia da Magistraturas. Visitaram a mostra também representantes da sociedade civil, do mundo acadêmico e estudantes, totalizando cerca de 200 pessoas.

 

A conferência e a mostra foram promovidas pela AVSI com o apoio organizativo do Ministério da Justiça e Direitos Humanos e do Instituto Nacional Penitenciário (INPE) do Peru, tendo como patrocinador o Fundo de Cooperação Internacional Italiano e Peruano e o apoio do Grupo ENEL.

 

 



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail
Mais Notícias

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais: Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte