AVSI COMUNICA / Notícias

CRIANÇAS DA COMUNIDADE GUERREIRA ZEFERINA VÃO AO CINEMA PELA PRIMEIRA VEZ

Experiência contribui para elevar a autoestima e favorece a percepção de uma realidade mais ampla
Publicada em 09/11/2017

 

 

O clima frio ao entrar no Shopping Salvador – acompanhada de mais 25 amigos, todos da Comunidade Guerreira Zeferina – foi o primeiro item que chamou a atenção da pequena Helen Soares Santos, de apenas 8 anos. “Estou muito, muito feliz”, afirmou Helen, encantada com as luzes do centro de compras e com medo de subir na rampa de acesso ao andar onde o cinema fica localizado.

 

Helen e as outras crianças foram pela primeira vez ao cinema através do projeto de ações sociais realizado pela Prefeitura com os membros da comunidade Guerreira Zeferina, que dá lugar a um condomínio habitacional para os moradores que outrora residiam em casas improvisadas. As ações envolvem desde cursos profissionalizantes a momentos de promoção da autoestima e valorização pessoal, como esta visita ao cinema.

 

O filme escolhido para a imersão dos pequenos no universo cinematográfico foi "A Guerra dos Botões", lançado em 2012 e que tem como plano de fundo a história de crianças que vivem em uma aldeia ao sul da França, em meados dos anos 1960. Para acompanhar a turma na sessão, cinco mães voluntárias se disponibilizaram a auxiliar no passeio com o apoio de mais quatro assistentes sociais. 

 

“Nesse conjunto de ações que estamos fazendo até eles retornarem para a comunidade, ficamos sabendo que estava havendo o Festival de Cinema Infantil e tivemos a ideia de trazer as crianças para assistir a um filme, já que elas nunca entraram no cinema e a possibilidade de vir era mínima”, explicou a titular da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield, que acompanhou de perto a experiência.

 

A gestora explicou que antes de saírem da comunidade, para que as obras tivessem início, o único espaço disponível para lazer que as crianças tinham era um campo de barro, disputado entre eles e os adultos. “Acho que isso tem um impacto grande agora, e grande no futuro também, já que esse momento vai estar na memória deles por muito tempo. A chance de uma experiência dessa pode despertar o gosto pela arte, e isso é maravilhoso”, pontuou.

 

A gerente geral da AVSI Brasil, Lareyne Almeida, responsável pela organização dos projetos sociais executados na Guerreira Zeferina, contou que a iniciativa não estava prevista nas ações que seriam realizadas com os cidadãos da comunidade, mas que o grupo percebeu uma boa oportunidade para levar as crianças do seu local de origem para um ambiente diferente e proporcionar a elas uma experiência lúdica. "Possibilitar a um grupo acessar e vivenciar um contexto diferente contribui para eles vislumbrarem outras formas de se relacionar e de estar no mundo. O cinema transmite a percepção de uma realidade mais ampla, e é esse trabalho que a gente quer fazer", pontuou a gestora.

 

Histórico

 

Assim que a Prefeitura decidiu pela realização do projeto Guerreira Zeferina, técnicos do município começaram a se reunir com a comunidade para trabalhar em conjunto e discutir a elaboração e o andamento da proposta. Em setembro de 2014, foi concluído o cadastramento de todos os moradores e o selamento dos terrenos, residências, construções, comércio e templos religiosos existentes na área.

 

Durante o processo, a comunidade sempre esteve representada por um comitê formado por oito moradores, lideranças reconhecidas, e foi amplamente informada sobre as garantias para as famílias cadastradas e os critérios de elegibilidade para recebimento da unidade habitacional. E passou a atuar como parceira da Prefeitura, alertando aos que chegaram depois sobre a inutilidade de construir novas casas na tentativa de obter uma unidade do projeto.

 

Em novembro de 2015, a Prefeitura contratou a Avsi Brasil, uma Organização Social de Interesse Público com larga experiência no Subúrbio Ferroviário, para a execução do trabalho de acompanhamento social com a relocação dos moradores durante o período da obra, monitoramento e avaliação da ação e promoção de cursos de qualificação e geração de emprego e renda.

 

O Guerreira Zeferina é um projeto da Prefeitura de Salvador, realizado pela Fundação Mario Leal Ferreira (FMLF), Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate  à Pobreza (Semps),Secretaria da Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra) e Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop), sob coordenação da Casa Civil, com projeto social executado pela Avsi Brasil. O projeto tem custo de R$ 21 milhões, bancado integralmente com recursos do tesouro municipal.

 

Texto: Secretaria de Comunicação da PMS

Foto: AVSI Brasil

 



Links relacionados


Compartilhe
Imprimir ou enviar por e-mail
Mais Notícias

 






Sede: Salvador - Bahia - Brasil / 71 3555-3355 / salvador@avsi.org - Filiais e escritórios: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Roraima.